Macau, terra acolhedora!

Ao longo de sua história, o município de Macau perdeu inúmeras oportunidades que projetariam o seu desenvolvimento. Mas não estamos aqui para lamentos, nem para expor as razões das dificuldades que encontramos ao assumir o cargo de prefeito em 1º de janeiro de 2017. Hoje, ao comemorarmos 142 anos de emancipação política, queremos prestar a nossa homenagem a todos aqueles que fizeram parte dessa história e contribuíram direta ou indiretamente para a gente chegar até aqui.

A nossa homenagem vai para o Monsenhor Joaquim Honório, o Santo de Macau, que acompanhou transformações significativas em nosso meio; a nossa homenagem vai para o poeta Edinor Avelino, o poeta dos poetas, que tão bem decantou Macau em prosa e verso e incentivou o surgimento de tantos outros seguidores; a nossa homenagem vai para o Monsenhor João Penha Filho, que fez ressurgir o movimento escoteiro como papel preponderante na mudança de comportamento da juventude e deixou como maior legado uma expressiva contribuição para a educação dos filhos de Macau e aos que aqui chegaram em busca de oportunidades.

Hoje, a mensagem é de otimismo, com a convicção de que iremos proporcionar as transformações necessárias que Macau precisa para o seu crescimento. As dificuldades do momento não são motivos para baixar a guarda, nem nos faz perder a esperança de um futuro melhor para todos os irmãos e irmãs macauenses. A mensagem é de união e trabalho pelos próximos 40 meses e de entusiasmo para seguir em frente com nosso povo resistente, sem perder a fé, porque para Deus nada é impossível.

Parabéns, Macau!

Tulio Lemos
Prefeito

 

Imagem: Alex Gurgel