No Dia do Professor, prefeito destaca o respeito da gestão com a categoria de trabalhador

Nesta quinta-feira, 15 de outubro, no Dia do Professor, o prefeito de Macau Kerginaldo Pinto lembra as conquistas dessa importante categoria de servidor público municipal na sua gestão. Para o prefeito, através do diálogo do executivo com o Sindicato dos Trabalhadores na Educação-SINTE, foi quebrada a barreira que afastava o gestor da categoria nos últimos oito anos.

“Encontramos em 2013 uma categoria em guerra com a prefeitura, professores desmotivados e com seus direitos negados. As manifestações foram substituídas aos poucos pelo diálogo que trouxe importantes conquistas, como o concurso público, a mudança de nível para mais de 100 educadores e a melhoria na estrutura das escolas”, lembrou o prefeito.

Kerginaldo Pinto lembra ainda que esse ano a prefeitura de Macau foi a única do estado a conceder um aumento superior em 2% aos 15,01% do reajuste do governo federal. “Estudei minha vida toda em escola pública, ouvia quando criança o relato de professores com até nove meses de salários em atraso, outro recebendo meio salário mínimo, escolas feito lixo e depósito de alunos, essa página foi virada em Macau”, concluiu.

 Dificuldades       

O prefeito Kerginaldo Pinto relatou ainda que a gestão passa por dificuldades financeiras com a crise econômica que castiga o país, lembrando que até o ano passado, os salários dos professores muitas vezes foram pagos antes do último dia útil do mês. “Hoje temos que esperar o FPM do dia 30 para completar a folha da educação, realidade nunca vista nos últimos dez anos”, destacou.

O prefeito explicou ainda que a Prefeitura de Macau, mesmo diante da queda drástica de arrecadação de receitas, como FPM, ICMS e Royalties não tem fracionado salários. “O salário é pago integral ao professor, o que tem ocorrido nos últimos dois meses é que fomos obrigados a fazer uma folha suplementar para pagar os extras, como carga horária”, finalizou.

unnamed