18 de maio: Macau se mobiliza na luta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes

18 maio

Para destacar o 18 de Maio, Dia Nacional de Luta contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Prefeitura de Macau, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Desenvolvimento Social e Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, em parceria com as demais Secretarias do município, instituições da Sociedade Civil, Conselho Tutelar e Conselho de direito das Crianças e Adolescentes , promoverá diversas atividades alusivas ao tema a partir desta segunda-feira (18).

A Campanha que acontece a nível nacional pretende chamar a atenção para o grande número de crianças e adolescentes que estão sendo exploradas diariamente. Para marcar a semana de mobilização, nesta segunda-feira (18) iniciam-se as ações de sensibilização e conscientização, a partir das 9 horas da manhã, na Rua Martins Ferreira – próximo ao CCAB com Pit Stop , onde terá a distribuição do material da campanha e veiculação de alertas em carro de som. A programação segue às 14h com Palestra no Ginásio de Esporte de Barreiras com o Conselho Tutelar, às 16h acontece caminhada em Diogo Lopes com as Escolas, Secretaria de Desenvolvimento Social, CRAS, CREAS, SCFV, CMDCA, Conselho Tutelar.

A Programação da terça-feira dia 19/05, às 19 horas se realiza o I Seminário Alusivo ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes na Câmara Municipal, com o tema: 18 de maio – Formando Agentes Multiplicadores. Palestrantes: Assistente Social Giselda Vasconcelos e Técnicos da Área Jurídica.

Na quarta-feira – 20/05 às 9:00 – Oficina lúdica com crianças e adolescentes no CREAS.

18 de Maio – O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual foi criado em 2000, pela Lei Federal N°. 9.970/00. Nesse dia, em 1973, Araceli Cabrera Sanches, uma menina de oito anos foi sequestrada e assassinada depois de sofrer violência sexual por homens adultos em Vitória (ES). Os assassinos ficaram impunes.