Macau: Cidade dá o pontapé inicial da campanha do Selo Unicef nesta quinta

Criação do NUCA foi umas das etapas concluída em busca do selo UNICEF (Foto Jailton Silva Macau em Fotos)

Criação do NUCA foi umas das etapas concluída em busca do selo UNICEF (Foto Jailton Silva Macau em Fotos)

O Município de Macau aderiu ao Selo Unicef edição 2013- 2016, com a realização nesta quinta-feira, 31, do 1º Fórum Comunitário, envolvendo representantes de diversas entidades, secretarias municipais e a comunidade em geral. O evento vai acontecer a partir das 8 horas, no Teatro do Complexo de Educacional de Ensino Fundamental e Superior João Penha Filho.

Como etapa do projeto, seguindo os critérios do Unicef, na última semana, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA, criou o Núcleo de Cidadania dos Adolescentes – NUCA.

Articuladora do Selo, a assistente social, Simone Fonseca lembra que algumas iniciativas estão sendo tomadas em conjunto com o CMDCA. “A realização do I Fórum é um dos passos que Macau deve cumprir para continuar na corrida do Selo”, explicou.

O projeto de articulação do Selo Unicef é uma ação da Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Desenvolvimento Social e conta com total respaldo do prefeito Kerginaldo Pinto. “A nossa equipe de governo tem a consciência e sabe que essa conquista será de todos, principalmente da cidade e das crianças que são o futuro de Macau, por isso toda a gestão municipal está comprometida com o projeto”, declarou o prefeito.

Sobre o Selo UNICEF

O Selo UNICEF Município Aprovado é uma iniciativa para melhorar as condições de vida das crianças e dos adolescentes no Semiárido e na Amazônia Legal Brasileira, áreas que concentram o maior número de meninos e meninas em situação de vulnerabilidade.

A iniciativa vem contribuindo para que o Brasil alcance os objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) relacionados à população de até 17 anos, reduza as disparidades regionais e avance na universalização dos direitos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente.

A metodologia combina capacitação de atores municipais, aprimoramento dos mecanismos de gestão local e mobilização social, com ampla participação comunitária, principalmente dos adolescentes.

O Selo está articulado com o Pacto Nacional Um Mundo para a Criança e o Adolescente do Semiárido e a Agenda Criança Amazônia, iniciativas que têm como objetivo reduzir as disparidades regionais e apoiar o Brasil no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).